quarta-feira, 27 de junho de 2007

Trabalho dobrado

Segunda-feira resolvi ter uma atitude resolutiva e tirei a tarde inteira para resolver coisas de casar (graças aos Bancos de Horas compreensivos da vida). Ou seja, trabalhei dobrado.
Saindo da empresa, onde passei a manhã correndo, uma passada no Iguatemi para almoçar e comprar os presentes da minhã mãe e da minha afilhada (afinal nem tudo é casamento). De lá para o cabeleireiro perto da Dom Luís (por sinal, esse foi o escolhido). Passar na filmagem para entregar os milhares de cheques (fechado!!!)

Parada para cinco minutos de namoro: fui visitar meu noivo em seu trabalho. Fiquei muito satisfeita, quase não vi mulheres solteiras por lá. Já que estava no Centro, tirar xerox dos documentos. Ir na Igreja de Fátima aprovar as músicas da cerimônia (fechado!!!). De lá, uma passada em casa para pegar meus documentos e chegar no cartório 5 minutos antes dele fechar.

Para terminar, uma reunião de uma hora e meia com a cerimonialista para descobrir que depois de todos os meus esforços de seis horas seguidas de correria... ainda estamos na metade do que tem pra resolver! Essa brincadeira de casar vai me estafar...

3 comentários:

Vanessa disse...

E depois tu vai morrer de chorar vendo a filmagem e de rir vendo as mungangas dos convidados :)

Juliana disse...

Cansei só de ler...
Eu vou sábado, com certeza!

Anônimo disse...

Aff, assim vc desencoraja qualquer pessoa a casar... cansei por vc!
beijo