sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Nós e o Nobel - parte 1


Bom, faz um certo tempo que nós devemos este post. E vai em homenagem aos amigos Marco Aurélio Severo e Beth Catunda. Nosso encontro com José Saramago:

Tudo começou quando ainda estávamos morando no hotel. Eu vi no site da Fundação Saramago que o livro "Caim" seria lançado no dia 19 de outubro, numa cidade chamada Penafiel que fica a uns 350 quilômetros de Lisboa e a 40 de Porto. O lançamento do livro, na verdade, era só parte de um evento chamado Escritaria. Seriam 3 dias de evento plenamente dedicados a José Saramago com a presença do Fernando Meirelles, Nelida Piñon e vários outros especialistas na obra dele entre os dias 17 e 19.

Muitas pesquisas depois, nós poderíamos pegar um trem para Porto e de lá outro para Penafiel. Para não perder tantas aulas, só poderíamos ir no sábado de manhã perdendo o primeiro dia do evento e a Nélida. Eu confesso que me desanimei quando vi que gastaríamos um dinheirinho. Outubro já tinha sido dispendioso porque ainda morávamos no hotel. Mas meu marido é um homem decidido e disposto a realizar sonhos. Então ele não aceitou ouvir falar em gastar dinheiro. Liguei para uma pousada que achei na net. O senhor que atendeu disse que não era mais uma pousada, mas que lá havia bons hotéis, ele me pediu para esperar e pegou uns números para eu ligar. Impressionada com a gentileza da pessoa, um anjo, liguei e encontrei o Penahotel.

Sábado lá vamos nós na nossa primeira viagem de trem na Europa. Aqui eles chamam comboio. Ficamos impressionados com a pontualidade. Nosso comboio de Porto para Penafiel era uns 7 minutos depois da chegada prevista em Porto e deu tempo nós chegarmos e tomarmos um café antes de embarcar para Penafiel.

A cidade é absolutamente linda. Uma cidadezinha de serra no interior de Portugal. É tão pequena que só tinha um taxi trabalhando no sábado, ele levava uma leva de pessoas e a gente ficava esperando ele voltar para pegar mais. O hotel para nossa alegria é lindo, super hiper mega bem localizado. Nós estávamos no início da rua que no início tinha o cinema e no meio o museu. Justamente os locais do Escritaria. Largamos nossas mochilas e fomos para o Museu. Ao lado do hotel, tem a Basílica Nossa Senhora da Piedade que fica em cima de um morro (de onde tiramos esta foto do por do sol), de um lado tem a praça com um jardim lindo e do outro lado uma espécie de bosque no meio da cidade. As Igrejas e a arquitetura encantadoras. Mais frio que Lisboa também. A cidade toda estava preparada para a Escritaria. Textos do Saramago estavam espalhados por caixas nas ruas, cartazes nas vitrines de todas as lojas e post-its gigantes nos muros.

Quando chegamos no Museu, estávamos desavisadamente conversando quando todos começam a bater palmas. Saramago! Entrou acompanhado por sua esposa Pilar. Chegaram os outros palestrantes incluindo o nosso Fernando Meirelles de quem o Saramago falou super bem. Ele tem 87 anos e, apesar de ter um físico fragilizado, não poderia estar mais lúcido. O mais legal foi assistir à interação do Saramago com a esposa. Eles são muito lindos. Ele contou a história de quando se mudaram para Lanzarote e disse que a idéia foi dela e só depois ele concordou.

Ele: "Quando as mulheres têm uma idéia nós homens reagimos de 3 formas. A primeira, que é de todos, é dizer NÃO. Depois, tem uns que dizem : mulher, aquela sua idéia até que não era má. E uns que dizem, mulher aquela minha idéia até que não era má" Todos riram muito. Pilar, da platéia disse: "E tem mulheres que conhecendo o marido dizem: aquela sua idéia até que não era má. Ele sabendo que foi dela e ela também". Saramago fez uma cara muito séria e perguntou: "Pilar, eu já roubei alguma idéia sua?!". Gargalhadas gerais.

À noite, o diretor Fernando Meirelles fez a abertura da programação no cinema de Penafiel onde, pela última vez, o filme Blindness - Ensaio sobre a Cegueira fez uma estréia na tela grande. Lançado há mais de um ano, o filme pode ser adquirido nas locadoras. Para nossa surpresa, Saramago e Pilar foram ao cinema assistir ao filme. Ele sentou na primeira linha de cadeiras reservadas para convidados. Como nem todos os convidados foram sobrou lugares e eu e Paulo sentamos duas filas depois dele. A gente olhava para trás e lá estava o Nobel assistindo ao filme com a gente! Tipo assim, o que vc fez no sábado? Ah, fui pro cinema com o Saramago e a Pilar! rsrs

E assim terminou o primeiro dia de evento. O Meirelles chegou e saiu correndo de todos os eventos, não conseguimos tirar foto com ele. E o José Saramago saiu muito cansado do cinema e não falou com o público. Por enquanto.

3 comentários:

noemimcabral disse...

Gena, também quero ir em Penafiel...

Marco disse...

Embora eu já esteja sabendo de mais coisas além dessas, estou adorando a ideia de receber tudo detalhadamente, em parcelas hehehe Mas vambora logo que eu estou louco pra saber o resto das coisas!

Obrigado pela citação a mim, e por tudo (vc sabe do q eu tô falando, até agora sem acreditar). Amo vocês. Saudade.

Saudade.

Eleni disse...

Fico só imaginando quantos "NÂO ACREDITO!" vocês vão pronunciar nesta temporada eoropéia...
Beijos.